Anuncio1

Coronel aposentado da PM suspeito de matar funcionário de motel a tiros tem prisão mantida

Por Lucas Oliveira em 12/11/2021 às 12:19:05


A Justiça de Marília (SP) negou o pedido de liberdade e manteve a prisão do coronel aposentado da PM suspeito de matar a tiros um dos funcionários do motel do qual ele é dono, no último dia 31 de outubro.

O empresário e PM da reserva Dhaubian Braga Brauioto Barbosa, de 57 anos, é acusado de tirar a vida de Daniel Ricardo da Silva, de 37 anos, em crime cometido dentro do motel localizado às margens da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294).

Com a decisão da 2ª Vara Criminal de Marília, o coronel continuará detido em cumprimento à prisão temporária que foi decretada na quinta-feira (4) da semana passada.

O processo está em segredo de Justiça e a informação da manutenção da prisão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal de Justiça de São Paulo. O coronel aposentado foi transferido para o presídio militar Romão Gomes, na capital paulista.

Arsenal e motivação passional

O coronel aposentado da PM se apresentou na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Marília na noite da quarta-feira (3) da semana passada, três dias após o crime, e alegou legítima defesa. A defesa do ex-PM reforçou que ele compareceu espontaneamente à delegacia e que está cooperando com as investigações.

Uma arma foi apreendida no dia do crime, ao lado do corpo. Segundo a Polícia Civil, a arma é da PM e de uso pessoal da esposa do suspeito, que também é policial militar. No entanto, diz a polícia, não há indícios de que essa arma foi ou estivesse sendo utilizada pela vítima.

Um dia antes de o coronel se entregar, a equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), responsável pelas apurações do caso, encontrou um "arsenal" na casa do suspeito. Diversas armas foram apreendidas, entre elas um fuzil.

Comunicar erro
Anuncio Palas

Comentários